Notícias

Com a Copa do Mundo, gasto de estrangeiro no Brasil é recorde

A Copa do Mundo do Brasil turbinou o turismo brasileiro. Em junho, as despesas dos estrangeiros por aqui bateram recorde e somaram US$ 797 milhões, um crescimento de 76% em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo dados do Banco Central. Os dados sobre viagens internacionais começaram a ser coletados pelo BC em 1947 e, desde então, o maior gasto de estrangeiros havia sido registrado em janeiro de 2013 (US$ 696 milhões).

No 1º semestre, os gastos dos estrangeiros também foram recorde - US$ 3,6 bilhões contra US$ 3,4 bilhões em 2013. O chefe-adjunto do Departamento Econômico do BC, Fernando Rocha, informou ainda que os dados parciais de julho apontam crescimento de 50% no gasto do estrangeiro no Brasil em comparação com julho de 2013. "O crescimento deve ser menor no total do mês porque o Mundial acabou dia 13 de julho", completou.

Um balanço do Ministério do Turismo mostra que cerca de 1 milhão de turistas estrangeiros de 203 nacionalidades visitaram o País durante o evento - a maioria deles (61%) nunca havia estado no País e 95% declararam intenção de retornar. Os estrangeiros que vieram para o Mundial ficaram uma média de 13 dias no Brasil. Além dos estrangeiros, outros 3 milhões de brasileiros viajaram entre as 12 cidades-sede.

Apesar das cifras recordes, os gastos dos brasileiros lá fora seguem maiores do que os turistas estrangeiros deixam por aqui. No mês passado, os brasileiros gastaram US$ 2 bilhões em viagens internacionais.

Com isso, a chamada conta de viagens - a diferença entre os gastos dos brasileiros e estrangeiros - registrou um déficit de US$ 1,2 bilhão, um saldo negativo menor do que o visto em junho de 2013, de US$ 1,4 bilhão.

No acumulado do ano, o déficit da conta de viagens soma US$ 8,839 bilhões contra US$ 8,729 bilhões vistos em igual período de 2013.

Fonte: Agência Estado